28° C

PE-Integrado

 

Sobre

Sobre o PE-Integrado

Sobre o PE-Integrado

Sobre

 

Modelo Integrado de Gestão


O Modelo Integrado de Gestão é a organização sistêmica das funções relacionadas com os instrumentos formais de planejamento e ferramentas de gestão adotadas pela Administração Pública Estadual, com o objetivo de racionalização do uso dos recursos disponíveis e ampliação do desempenho geral do Governo do Estado na entrega de bens e serviços à sociedade, com a qualidade necessária.

O modelo foi instituído a partir da Lei Complementar nº 141 de 3 de novembro de 2009, a partir da necessidade de implementar fluxos, processos e procedimentos administrativos que forneçam maior eficiência, eficácia e economicidade para as diversas áreas de negócio, no âmbito dos órgãos e entidades integrantes do Poder Executivo Estadual.

Neste contexto, o sistema PE-Integrado surgiu como parte integrante do Modelo Integrado de Gestão, refletindo os benefícios do uso desse modelo: padronização dos processos e procedimentos, transparência, racionalização e controle dos gastos públicos. 

O uso do sistema foi instituído pelo Decreto nº 40.222, de 24 de dezembro de 2013 compreendendo os órgãos da administração direta, os fundos, as fundações, as autarquias, bem como as empresas públicas e sociedades de economia mista que dependam dos recursos provenientes do Tesouro Estadual, nos termos da legislação pertinente, para fins de aquisições, contratações, gestão patrimonial e de almoxarifado.

 

Módulos do sistema


O sistema PE-Integrado é composto pelo módulos de:

1. COMPRAS (Solicitação de Compras, Banco de Preços, Cotação e Ata de Registro de Preços)

2. LICITAÇÕES (Compra Direta, Pregão Eletrônico e Modalidades Presenciais)

3. CONTRATOS (Cadastro e Gestão)

4. PATRIMÔNIO (Patrimônio Móvel e Imóvel)

5. ALMOXARIFADO (Recebimento e Estoque)

 
Através dos módulos de Compras e Licitações do PE-Integrado é possível automatizar todos os procedimentos de aquisição e contratação, inclusive dispensas e cotação de preços, que passam a ser realizadas de forma online. Por se tratar de uma ferramenta online, acessível por qualquer cidadão através da internet, a utilização do sistema propicia também grandes ganhos em transparência e publicidade levando informações em tempo real para a sociedade.
 
O módulo de contratos, por sua vez, garante o controle da execução e vencimento de todos os tipos de contratos, modernizando e facilitando o acompanhamento das entregas e seus pagamentos, possibilitando ainda o prévio planejamento orçamentário das despesas para os próximos exercícios, trazendo eficiência e racionalização dos gastos públicos.
 
Além disso, os módulos de Patrimônio e Almoxarifado permitem realizar o controle, a mensuração e a gestão de todo o patrimônio público estadual, bem como de todos os saldos em estoque em todas as unidades gestoras estaduais, garantindo o atendimento às novas NBCASP (Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicada ao Setor Público).
 
O PE-Integrado é ainda integrado aos outros dois sistemas corporativos do Estado, o SADRH (sistema de Folha de Pagamento) e o e-Fisco (sistema financeiro e contábil), formando a base computacional de gestão do Estado de Pernambuco, com grandes ganhos em integridade de dados, segurança da informação, celeridade processual e redução de retrabalhos.
 
 
 

 

Fluxos de processos


O sistema PE-Integrado funciona como um ERP (Enterprise Resource Planning) organizando o fluxo de informações entre as diferentes áreas da Administração Pública Estadual. Ao interligar os módulos para cada área, o sistema realiza o gerenciamento dos dados da organização, se apresentando como uma solução completa para gestão pública. A integração entre as áreas melhora a visão sobre os processos operacionais, administrativos e gerenciais, garantindo celeridade, eficiência e inovação.

No PE-Integrado as informações surgem a partir do nascimento da demanda, por meio da entrada dos dados da Solicitação de Compras, passando pela precificação e por todas as aprovações necessárias, até a entrada no módulo de Licitação. Ao final da Licitação os dados são transmitidos aos sistemas financeiros, sendo recepcionados posteriormente os empenhos para o registro do contrato, o recebimento no estoque e, por fim, a entrada no patrimônio.

 

Implantação


O sistema PE-Integrado foi implantado em 06 de novembro de 2017 em todo o Estado de Pernambuco, incluindo MPPE, TCE-PE e TJPE, nos módulos de Solicitação de Compras, Cotação, Banco de Preços, Compra Direta e Pregão Eletrônico.

A implantação dos demais módulos será horizontal, abrangendo todas as UGs, de modo a concluir o processo de implantação até outubro de 2020.

Clique aqui e veja o Cronograma de Implantação.

 
 

Benefícios esperados


A) Geração de informações estratégicas;

B) Ampliação da transparência nas contratações;

C) Celeridade processual;

D) Rastreabilidade;

E) Redução de retrabalhos;

F) Ampliação da segurança da informação;

G) Padronização de procedimentos;

H) Redução da Burocracia.

 
 

Linha do tempo